Loading...

terça-feira, 5 de abril de 2011

Ateísmo

Ateísmo, num sentido amplo, é a rejeição da crença na existência de divindades.[1] Em um sentido mais restrito, o ateísmo é precisamente a posição de que não há divindades.[2] De forma mais ampla, o ateísmo é simplesmente a ausência da crença de que divindades existem.[3] O ateísmo é o oposto do teísmo,[4][5] que em sua forma mais geral é a crença de que pelo menos uma divindade existe.[5][6]
O termo ateísmo proveniente do grego ἄθεος (atheos), que significa "sem Deus", foi aplicado com uma conotação negativa aos pensamentos que rejeitavam os deuses adorados pela maioria da sociedade. Com a difusão do pensamento livre, do ceticismo científico e do consequente aumento da crítica da religião, a aplicação do termo foi reduzida em seu escopo. Os primeiros indivíduos a se identificarem como "ateus" surgiram no século XVIII.[7]
Ateus tendem a ser céticos em relação a afirmações sobrenaturais, citando a falta de evidências empíricas. Os ateus têm oferecido vários argumentos para não acreditar em qualquer tipo de divindade. Estes incluem o problema do mal, o argumento das revelações inconsistentes e o argumento de descrença. Outros argumentos do ateísmo são filosóficos, sociais e históricos. Embora alguns ateus adotem filosofias seculares,[8][9] não há nenhuma ideologia ou um conjunto de comportamentos a que todos os ateus aderem.[10]
fonte: wikipedia

Nenhum comentário:

Postar um comentário